Como falamos nas dicas anteriores a escolha e instalação do reservatório andam juntos para se ter qualidade da água a ser utilizada, por isso vamos ressaltar alguns cuidados nesse processo.

Diferentemente das cisternas, que funcionam abaixo do nível da casa, as caixas necessariamente precisam ficar no ponto alto. Isso porque, quanto mais alto ela for colocada, maior será a pressão da água, ou seja, ela chegará aos tubos com mais força e velocidade. Deve-se ficar a pelo menos 2,5 m do ponto de consumo, para exercer a pressão necessária.

Já o material da mesma vai depender bastante das especificações como local, armazenamento e capacidade do reservatório a se escolher, que falamos anteriormente NESTE LINK (link anterior)

De nada adianta optar por um tamanho pequeno pelo preço, e depois ficar períodos sem água por conta dessa economia sem sentido. E de nada adianta optar por uma estrutura que não suporte sua escolha!

A ESTRUTURA PARA SUSTENTAR: O QUE NÃO PODE FALTAR NA HORA DE INSTALAR

  • O local a ser instalado deve ser forte para suportar o peso, lembre-se do peso da caixa somado com o volume da água dela cheia! Isso previne rupturas!
  • Evite estruturas de madeira e ferro, elas podem sofrer intempéries mais fáceis, como ferrugem e decomposição, tente optar pela base de concreto sendo que o diâmetro da caixa deverá ficar 10 cm distante da borda.
  • Já os tubos e conexões devem ser muito bem acoplados para evitar vazamentos futuros, e causar infiltrações!
  • Atente-se a boia, a entrada desse cano fica sempre na parte superior da caixa-d’água, pode-se instalar uma boia específica para alta pressão ou optar por um regulador de pressão.
  • Já o “ladrão” extravasor de água é uma tubulação responsável pelo escoamento de um casual excesso de água e precisa de atenção, pois serve de alerta de que a boia ou outro componente do reservatório apresenta defeitos que podem ocasionar vazamentos.

LIMPEZA DA CAIXA D’ÁGUA

Outro cuidado fundamental com a caixa d’água é a limpeza, que precisa ser regular, periódica, e é questão de saúde e saneamento básicos. Um procedimento para evitar doenças e garantir a integridade do equipamento. No entanto, esse trabalho não pode ser conduzido por qualquer amador. O ideal é chamar alguém qualificado para executar o serviço e não correr riscos de queda também!

A higienização deve ocorrer a cada 6 meses de uso!

Fique atento, pois existem no mercado produtos e até escovas com cerdas específicas para isso, é importante ainda nesse momento verificar se não existem trincas internas onde fica depositado resíduos, dependendo opte por trocar o reservatório!

E não custa lembrar, mas MANTENHA A CAIXA D’ÁGUA BEM FECHADA, isso evita a proliferação do mosquito da dengue!

Se com tanta dica você já tem a certeza de qual caixa escolher, passe na Obralar e converse com nossos consultores para levar para casa um reservatório que lhe atenda na medida certa, com os melhores preços! Estamos te esperando!