A argamassa é um material essencial em uma construção. Elas são feitas de cimento, areia e outros aditivos químicos. Com isso, são úteis para assentamento de tijolos e regularização de superfícies.

Portanto, nós separamos um post completo sobre argamassas. Veja como ao contrário do que muitos acreditam, não existe apenas um tipo desse produto. Inclusive, a variedade é bem grande.

Argamassa colante

Elas são então classificadas em 4 tipos diferentes. São eles: AC-I, AC-II, AC-III e AC-III E. Assim, cada um deles possui um aditivo e um traço. Desse modo, o primeiro tipo é mais resistente aos esforços, temperatura e umidade.

Por isso é aplicada em cozinhas e banheiros. Já o segundo, portanto, possui uma adesivagem melhor e é mais usada no revestimento de piscinas.

Ainda, o terceiro é mais aderente, sendo aplicado em saunas. Por último, o AC-III E é uma variante da versão anterior. No entanto, o seu tempo de cura é maior.

Argamassa de Grauteamento

Na maioria das vezes, ela conta com uma adição de superplastificante. Assim, ela consegue deixar o graute mais fluído. Ainda, se torna capaz de auxiliar na execução do projeto de construção.

Esse tipo é um dos mais usados quando se quer fazer bases para máquinas de pequeno porte. Porém, ele ainda é útil para preencher cavidades.

De Assentamento

Esse tipo deve ser capaz de permitir aderência entre os instrumentos de vedação como tijolos ou blocos. Além disso, essa é uma das argamassas que precisa ter resistência estrutural e ser impermeável.

Assim, é possível evitar a higroscopicidade. É por essa razão que aqui não devem haver aditivos.

quartzolit

Argamassa de Revestimento

A finalidade desse tipo é cobrir, nivelar e proteger as alvenarias. Assim, ela é aplicada em 3 camadas. Cada uma delas possui um papel diferente. Então, a primeira é chamada de chapisco. Ela atua como a base de todo o revestimento.

Desse modo, evita que as outras camadas acabem descolando. Ainda, a segunda é conhecida como emboço. Sua função é preencher buracos, nivelar ou acrescentar relevo a uma determinada superfície.

Por último, tem-se o reboco. Essa camada é opcional e pode variar com o resultado que você almeja para sua parede.

Para Pisos

Ela precisa garantir uma boa aderência entre o piso e o contrapiso. Portanto, pode ser usada em pisos, cerâmicas, ladrilhos e por aí vai.

Pronto, agora você sabe absolutamente tudo sobre os tipos de argamassas. Agora é sua vez! Não perca mais nenhum um minuto e veja qual desses é mais adequado para seus planos.