Pinturas impermeabilizantes para sua obra: escolha certa

Sabe aquele diferencial que faz toda a diferença? Não é redundância não, é impermeabilização! Um toque de mestre para sua obra!

Umidade é um risco para obras, ela pode causar, mofo, bolor, infiltrações, manchas, rupturas, rachaduras, é um desastre não é mesmo? Por isso cada vez mais se investe em impermeabilização para não deteriorar a estrutura e preservá-la por mais tempo! Ao cuidar da saúde da edificação, se cuida também da saúde dos que nela habitam!

Com isso as tintas impermeabilizantes tem ganhado um grande nicho no mercado, criando espaço para mais uma tecnologia inovadora nas obras, a camada de proteção ajuda por exemplo contra manchas após uma sequência de chuvas que acabam molhando a construção, e especialmente em regiões úmidas, como áreas de serviço, cozinha ou banheiro.

Indicação Custo X Benefício

A escolha dos bons materiais determina a durabilidade do imóvel e o conforto dos moradores, afinal é um investimento. Com esse tipo de tinta, as paredes e fachadas criam uma barreira que impedem o desgaste da ação do tempo e do clima.

 Caso a superfície esteja exposta aos famosos agentes climáticos, sol, chuvas, alvenaria, pré-moldados e reboco tem que preparar para receber a aplicação, pois nesse processo  caso tenha fissuras, ou infiltrações antes, é necessário reparar, inclusive com profissionais especialistas, pois se não reparar, tirar “pela raiz”, pode deixar tudo a perder, e estragar o investimento!

Entretanto, inúmeras são as vantagens de adquirir uma tinta impermeabilizante, veja essas dicas para um bom resultado:

  • É um produto mais encorpado, quase não respinga/escorre;
  • Mais fácil de aplicar, rende mais;
  • Cor dura mais;
  • Costuma-se aplicar até três demãos, com intervalos de até quatro horas entre cada uma; a primeira demão é responsável por selar a superfície, a segunda garante a ação impermeabilizante do produto e a terceira dá o acabamento necessário.
  • Olhe a previsão do tempo, pois deve ser aplicada em dias quentes, o que agiliza o processo de secagem.

Além disso, existem alguns produtos que precisam de outras preparações, como diluição em água, antes da aplicação;  Vale lembrar de seguir as instruções do fabricante na embalagem!

            Lembre-se que esse processo é um investimento para sua obra, escolha bem para conseguir o efeito buscado, conheça as vantagens na Obralar, e proteja sua edificação da melhor forma.

Saiba mais
massa corrida

Massa corrida ou massa acrílica?

Uma das etapas mais importantes no processo de preparação da parede para receber tinta é o nivelamento da parede. Isso se faz com dois tipos específicos de material: massa corrida ou massa acrílica. 

Apesar de servirem para o mesmo fim, elas devem ser utilizadas em superfícies diferentes porque possuem durabilidades e características distintas.

Entretanto, não é só isso: saber qual delas utilizar em cada tipo de área é fundamental para conseguir o melhor resultado no acabamento. Por isso, reunimos tudo que você precisa saber sobre os dois tipos. Acompanhe!

O que é massa corrida?

Também conhecida como PVA, é a mais indicada para corrigir imperfeições em superfícies internas, em alvenaria. Entretanto, ela não é resistente à umidade. Por esse motivo, seu uso se restringe a ambientes internos e secos.

Além disso, para garantir que a aplicação seja feita de forma correta, é necessário se certificar de remover as partículas soltas que ficam no reboco da alvenaria antes de aplicar a massa.

O que é massa acrílica?

A massa acrílica, ao contrário da corrida, é muito mais resistente à umidade. Por isso é a mais indicada para áreas internas e externas.

Só é preciso ter cuidado em uma coisa: a pintura da superfície. Isso porque o resultado só é satisfatório se a tinta utilizada por cima da massa também for acrílica ou emborrachada. 

Massa corrida ou massa acrílica: qual a diferença?

Para áreas internas a massa corrida é a ideal. Já para as externas, a versão acrílica se sai melhor. Apesar de ambas terem a função de nivelar superfícies, as resistências são diferentes. Por esse motivo, analise com atenção qual produto atende às suas necessidades.

A massa corrida é a opção mais econômica e apresenta um visual fosco, assim como a acrílica, porém a massa corrida PVA não pode entrar em contato direto com o sol. Dessa forma, o mais ideal é aplicá-la em quartos e salas. A massa acrílica, por sua vez, protege tranquilamente áreas de serviço, banheiro e outros ambientes externos.

Saiba mais
Pintura

3 dicas para uma pintura de paredes eficiente

O processo de pintura é um dos mais importantes na obra, afinal ele dá o acabamento e é o primeiro a ser visto pelos moradores e visitantes de uma casa.

Então, na hora de pintar, alguns fatores precisam ser considerados para não haver erro. Confira abaixo 3 dicas para melhorar o processo de pintura.

Verifique a superfície que vai receber a pintura

Sabemos que a pintura gera ansiedade e anseio para ver tudo pronto e a beleza estampada nas paredes. Mas, nessa ansiedade muitas pessoas esquecem de passos importantes que acabam prejudicando o resultado a médio e longo prazo.

Seja em uma pintura simples ou em um revestimento, entender a situação da superfície para receber os produtos é essencial.

Então, confira detalhadamente a parede para se certificar de que não há mofos, umidade ou áreas estufadas. Caso haja, será necessário resolver esses problemas antes de iniciar o processo de pintura. Além disso, será preciso raspar áreas com tinta antiga que estejam descamando.

Outro processo que pode ajudar é lixar área que ofereçam muitas alterações.

Uniformidade

A segunda dica é dar uniformidade a parede. Para isso, é preciso usar massa corrida. Assim, da uniformidade e garante maior durabilidade da pintura.

Algumas dicas para facilitar são:

• Use as ferramentas corretas: espátula de aço e desempenadeira de aço. A espátula serve para separar a quantidade de massa na desempenadeira, que será utilizada na aplicação da massa na parede, eliminando ondulações e nivelando a superfície.
• Escolha a massa corrida ideal para o espaço, pois existe a massa corrida para áreas internas e para áreas externas. Não utilizar o tipo certo pode prejudicar a pintura, danificando a parede em curto prazo.
• No momento em que for aplicar a massa corrida com a desempenadeira, perceba se há algum barulho de contato da ferramenta com a parede. Isso não pode acontecer. A dica para uma aplicação eficiente é deslizar a desempenadeira com a massa de forma suave para um preenchimento correto.

Aplicação da pintura

Essa é a parte que todos esperavam, enfim a aplicação da tinta. Lembre-se de escolher o tipo de tinta correto e com qualidade para atender e oferecer bom resultado.

Para esse momento, use então as dicas:

• Escolha um rolo proporcional a área a ser pintada. Um rolo grande demais só vai absorver mais tinta, comprometendo o rendimento.
• O ideal é sempre começar a pintar pelos cantos. Você pode usar fita crepe para delimitar o espaço. Coloque em rodapés e cantos da parede antes de pintar, quando a tinta secar é só retirar as fitas. Muito prático!
• Antes de aplicar mais de uma demão, aguarde a tinta secar para ter uma percepção melhor e para que não surjam bolhas ou áreas enrugadas.

Saiba mais